Com certeza você já ouviu falar de lojas fast fashion, aquelas que tem uma coisa nova na arara praticamente toda semana, se não for todo dia. Todos sabemos que a moda se alimenta da mudança constante. Os produtos nascem, são aderidos por um pequeno grupo, depois pela grande massa, se desgastam e assim se encerra uma "tendência de moda". Mas você já parou para pensar no quanto esse consumo exagerado é prejudicial ao meio ambiente e a sociedade como um todo?


Na contramão disso tudo está o slow fashion. O conceito surgiu quando a moda foi comparada ao slow food, um movimento contra o fast-food, que conjuga o prazer e a alimentação à responsabilidade e consciência.


O slow fashion é uma tendência de mercado mundial que preza pelos seguintes pontos:

  • Criação de peças atemporais, geralmente com estilo clássico que não durem apenas uma temporada.
  • A arte do "feito a mão".
  • Matéria prima natural ou nacional que incentive a economia da sua região.
  • Reutilização de peças.
  • Boa remuneração dos seus funcionários.
  • Produção em baixa escala.

Uma loja que atua nesse segmento vai ser mais parecida com um ateliê. O cliente vai ter a garantia de uma peça de qualidade e exclusiva. Claro que tudo isso tem seu preço e não vai ser tão barato, mas essa é a grande reflexão do slow fashion. Você já parou para pensar no que está por trás do valor de uma blusinha de R$ 10,00??? Contrabando, trabalho escravo e muitos poluentes despejados indevidamente em rios são alguns pontos, para não citar outros. Se você quiser saber mais sobre isso assista ao documentário "The True Cost", tem no Netflix.


Infelizmente aqui no Brasil esse modelo de negócio ainda é raro. Conheço apenas duas marcas de slow fashion nacionais. Uma é a Honey Pie, uma loja de roupas que fica em São Paulo e a outra é a Com Lola uma loja online de bonequinhas feitas a mão. Por aí você percebe como estamos atrasados no quesito sustentabilidade fashion.


Gente não dá mais para empurrar com a barriga! A indústria têxtil é a segunda mais poluente do mundo, perdendo apenas para a automobilística. Sei que é difícil resistir aos encantos da mídia e não sair comprando toda "tendêncinha" nova de #lookdodia, mas precisamos repensar nossas atitudes. Guardar seu dinheiro e investir em peças que realmente são a sua cara e que durem mais que 3 meses!!!

"É mais fácil vencer um mau hábito hoje do que amanhã." 
(Confúcio)

Um Comentário